O culto estava começando, os irmãos já estavam na Igreja e boa parte havia faltado, era um sábado, era o dia em que a irmã Cléubia iria apresentar seu bebê. Enquanto sua filha mais velha Magali contava as horas para o culto terminar para ir tomar sorvete com os jovens. Ela tinha 16 anos, achava que não precisava de conselhos amorosos e nem de religião para viver a própria vida. Tinha os olhos escuros, pele negra e seus cabelos eram lisos e compridos, também tinha o hábito de gostar dos rapazes errados, tipo aqueles que frequentam a Igreja por frequentar.
       No meio do louvor chegou um jovem que se chamava Gabriel e falou para Magali que queria conversar com ela na sorveteria, ela concordou. Quando o culto acabou os jovens foram para a sorveteria e a Magali começou a conversar com o Gabriel, ele disse para ela que estava disposto a pedir ela em namoro para sua mãe se ela aceitasse. Magali não exitou em dizer sim, apesar de não amá-lo sabia que era um bom rapaz e sua mãe deixaria eles namorarem. Uma semana depois eles já estavam namorando com a permissão da Cléubia, mãe de Magali, e do Pastor. O namoro ia muito bem e Magali já estava gostando dele assim como ele a amava.
       Um dia Magali chegou tarde no culto e só conseguiu enxergar um lugar vago, sentou-se lá quando escutou uma voz quente no seu ouvido:  - Paz do Senhor, irmã!
Espantada Magali virou a cabeça para o lado para vê quem era, com um sorriso no rosto e olhos verdes, cabelo bem cortado, vestido de social, lá estava Fabrício sentado ao seu lado. Ele era bonito e charmoso, já havia gostado dele no passado só que agora para ela só existia o Gabriel e esse era com quem pretendia estar.
       - Paz do Senhor, Fabrício! 
Voltou a prestar atenção no culto.
        O culto terminou, o Gabriel foi abraçá-la e logo chegou um irmão o chamando para ajudá-lo a guardar os equipamentos de som. Magali ficou sozinha e foi nesse momento que o Fabrício a chamou para conversar:
       - Magali esse tempo que eu fiquei longe, esse tempo que eu estive viajando me fez perceber que eu amo você, que você é a única que esteve ao meu lado quando eu quis abandonar a fé. Namora comigo?
         - Eu entendo você, o seu sentimento...só que eu estou namorando com o Gabriel.
O Fabrício ficou perplexo pois durante os seus vinte anos de vida nenhuma garota havia o dispensado por um cara mais feio e menos inteligente que ele. Pensando nisso, falou:
          - Larga dele, eu sei que você ainda gosta de mim.
          - Não, não mais Fabrício.
Magali saiu dali e foi embora. Alguns minutos depois chegou o Gabriel perguntando sobre ela.
          - Paz do Senhor, Fabrício. Você viu a Magali?
          - Vi sim, ela já foi embora.
          - Já foi! Nem me esperou.
          - Gabriel vem cá, vocês estão namorando?
          - Estamos.
        - Você é um cara corajoso, eu já conheço ela, na boa, essa garota não merece você, eu digo isso porque você é um cara bom. Ela é dessas que se oferece para qualquer um, tem esse jeito de santa mas vai por mim, não cai nessa não.
           -  Eu acho que você conhece ela antes e não agora, ela mudou e é outra pessoa, eu não acredito que ela ainda seja assim.
          - Meu caro, ela sempre vai ser assim. Ainda pouco ela estava aqui me implorando para voltar pra ela, dizendo que ainda me ama e aquelas coisas todas que elas gostam de falar. Está na hora de devolver esse peixe para o rio, como dizem.
          - Com licença irmão, vou embora. A paz!
Fabrício ficou feliz, conseguiu colocar dúvida no Gabriel sobre a fidelidade de Magali.
           Já em casa Magali recebe uma mensagem de Fabrício escrito: "Dorme com Deus, meu amor". Ela não pode acreditar em tamanha falta de vergonha. Alguns segundos depois outro SMS só que dessa vez era do Gabriel: "Você me enganou, porquê fez isso comigo, eu te amo". As lágrimas começaram a escorrer enquanto que seu coração estava desesperado batendo em seu peito, o que será isso, pensou. Ligou para o Gabriel só que ele se recusou a dizer por celular o que estava acontecendo. A noite foi longa para Magali. Ao amanhecer o dia, ficou esperando algo acontecer e quando foi de tarde o Gabriel apareceu em sua casa,  olhou em seus olhos e disse tudo o que o Fabrício lhe dissera.
         - É mentira Gabriel, mesmo antes de te conhecer eu não era assim, mesmo antes de te conhecer eu já esperava por você.
           Vendo que Magali contava a verdade, Gabriel pediu perdão por sua desconfiança, eles se abraçaram e continuaram juntos. Os planos de Fabrício deram errado, ele mudou de Igreja.
Dois anos depois Gabriel e Magali se casaram e Deus selou esse amor.

                                     
          The End







6 Comentários

  1. Que super texto hein, lindo.

    http://devaneiosdeuma-adolescente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. gostei demais dessa história. Sempre tem alguém para destruir
    o amor entre duas pessoas, mas, se ele for verdadeiro, eles
    vão conseguir superar qualquer obstáculo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é prova, quando é verdadeiro o casal resiste e permanecem juntos.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

09/09/2013

Eu já esperava por você

       

      O culto estava começando, os irmãos já estavam na Igreja e boa parte havia faltado, era um sábado, era o dia em que a irmã Cléubia iria apresentar seu bebê. Enquanto sua filha mais velha Magali contava as horas para o culto terminar para ir tomar sorvete com os jovens. Ela tinha 16 anos, achava que não precisava de conselhos amorosos e nem de religião para viver a própria vida. Tinha os olhos escuros, pele negra e seus cabelos eram lisos e compridos, também tinha o hábito de gostar dos rapazes errados, tipo aqueles que frequentam a Igreja por frequentar.
       No meio do louvor chegou um jovem que se chamava Gabriel e falou para Magali que queria conversar com ela na sorveteria, ela concordou. Quando o culto acabou os jovens foram para a sorveteria e a Magali começou a conversar com o Gabriel, ele disse para ela que estava disposto a pedir ela em namoro para sua mãe se ela aceitasse. Magali não exitou em dizer sim, apesar de não amá-lo sabia que era um bom rapaz e sua mãe deixaria eles namorarem. Uma semana depois eles já estavam namorando com a permissão da Cléubia, mãe de Magali, e do Pastor. O namoro ia muito bem e Magali já estava gostando dele assim como ele a amava.
       Um dia Magali chegou tarde no culto e só conseguiu enxergar um lugar vago, sentou-se lá quando escutou uma voz quente no seu ouvido:  - Paz do Senhor, irmã!
Espantada Magali virou a cabeça para o lado para vê quem era, com um sorriso no rosto e olhos verdes, cabelo bem cortado, vestido de social, lá estava Fabrício sentado ao seu lado. Ele era bonito e charmoso, já havia gostado dele no passado só que agora para ela só existia o Gabriel e esse era com quem pretendia estar.
       - Paz do Senhor, Fabrício! 
Voltou a prestar atenção no culto.
        O culto terminou, o Gabriel foi abraçá-la e logo chegou um irmão o chamando para ajudá-lo a guardar os equipamentos de som. Magali ficou sozinha e foi nesse momento que o Fabrício a chamou para conversar:
       - Magali esse tempo que eu fiquei longe, esse tempo que eu estive viajando me fez perceber que eu amo você, que você é a única que esteve ao meu lado quando eu quis abandonar a fé. Namora comigo?
         - Eu entendo você, o seu sentimento...só que eu estou namorando com o Gabriel.
O Fabrício ficou perplexo pois durante os seus vinte anos de vida nenhuma garota havia o dispensado por um cara mais feio e menos inteligente que ele. Pensando nisso, falou:
          - Larga dele, eu sei que você ainda gosta de mim.
          - Não, não mais Fabrício.
Magali saiu dali e foi embora. Alguns minutos depois chegou o Gabriel perguntando sobre ela.
          - Paz do Senhor, Fabrício. Você viu a Magali?
          - Vi sim, ela já foi embora.
          - Já foi! Nem me esperou.
          - Gabriel vem cá, vocês estão namorando?
          - Estamos.
        - Você é um cara corajoso, eu já conheço ela, na boa, essa garota não merece você, eu digo isso porque você é um cara bom. Ela é dessas que se oferece para qualquer um, tem esse jeito de santa mas vai por mim, não cai nessa não.
           -  Eu acho que você conhece ela antes e não agora, ela mudou e é outra pessoa, eu não acredito que ela ainda seja assim.
          - Meu caro, ela sempre vai ser assim. Ainda pouco ela estava aqui me implorando para voltar pra ela, dizendo que ainda me ama e aquelas coisas todas que elas gostam de falar. Está na hora de devolver esse peixe para o rio, como dizem.
          - Com licença irmão, vou embora. A paz!
Fabrício ficou feliz, conseguiu colocar dúvida no Gabriel sobre a fidelidade de Magali.
           Já em casa Magali recebe uma mensagem de Fabrício escrito: "Dorme com Deus, meu amor". Ela não pode acreditar em tamanha falta de vergonha. Alguns segundos depois outro SMS só que dessa vez era do Gabriel: "Você me enganou, porquê fez isso comigo, eu te amo". As lágrimas começaram a escorrer enquanto que seu coração estava desesperado batendo em seu peito, o que será isso, pensou. Ligou para o Gabriel só que ele se recusou a dizer por celular o que estava acontecendo. A noite foi longa para Magali. Ao amanhecer o dia, ficou esperando algo acontecer e quando foi de tarde o Gabriel apareceu em sua casa,  olhou em seus olhos e disse tudo o que o Fabrício lhe dissera.
         - É mentira Gabriel, mesmo antes de te conhecer eu não era assim, mesmo antes de te conhecer eu já esperava por você.
           Vendo que Magali contava a verdade, Gabriel pediu perdão por sua desconfiança, eles se abraçaram e continuaram juntos. Os planos de Fabrício deram errado, ele mudou de Igreja.
Dois anos depois Gabriel e Magali se casaram e Deus selou esse amor.

                                     
          The End






6 comentários:

  1. Que super texto hein, lindo.

    http://devaneiosdeuma-adolescente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. gostei demais dessa história. Sempre tem alguém para destruir
    o amor entre duas pessoas, mas, se ele for verdadeiro, eles
    vão conseguir superar qualquer obstáculo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é prova, quando é verdadeiro o casal resiste e permanecem juntos.

      Excluir