Quando somos crianças nós se apegamos aos nossos pais ou a pessoa que nos criou seja só a mãe ou só o pai ou até mesmo a vó, colocamos toda a nossa confiança nessa pessoa e nos tornamos totalmente dependentes e até mesmo a nossa religião é por influência da nossa família ou não. Quando crescemos e se transformamos em adolescentes queremos escolher o nosso próprio caminho e abandonar de vez a nossa crença e nossa família só que quando a gente vê não temos coragem para isso ou temos. Quando somos jovens achamos que já temos conhecimento suficiente para viver a nossa própria vida só que com o tempo percebemos que as escolhas que achávamos serem as perfeitas eram apenas escolhas que nos levaram para tão fora do caminho.
O tempo passa e mais uma vez temos que fazer escolhas e quando vemos estamos mais longe da palavra de Deus por causa dessas escolhas. A frieza e todos os nossos problemas vão nos levando para longe de Deus, começamos a faltar dois cultos e quando vemos já estamos indo cada dia menos para a Igreja, de repente estamos fora. O problema não é deixar de ir á Igreja, na verdade a gente deixa de ir quando sente que já está longe de Deus, quando percebe que todos os princípios já ficaram para atrás e que Deus não está mais no controle de nossa vida, essa é a realidade. 
Difícil é depois de estar longe de Deus retornar ao início, voltar a Deus, começar tudo do zero, estufar o peito e aguentar as consequências, enfrentar tudo o que tiver que enfrentar e viver de novo a comunhão com os irmãos e com Deus, isso é o mais dificultoso. Mas é preciso deixar o orgulho e encarar, tentar tudo de novo, voltar a ser uma garotinha dependente de Deus.






Um Comentário

  1. é complicado mesmo
    mas é sempre bom voltar aos braços do Pai, sei que na juventude somos atraídos pelas propostas mundanas, mas Deus sempre está pronto a nos perdoar e receber de volta.

    http://eisounoiva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

19/02/2014

A gente vai deixando de ir á Igreja


Quando somos crianças nós se apegamos aos nossos pais ou a pessoa que nos criou seja só a mãe ou só o pai ou até mesmo a vó, colocamos toda a nossa confiança nessa pessoa e nos tornamos totalmente dependentes e até mesmo a nossa religião é por influência da nossa família ou não. Quando crescemos e se transformamos em adolescentes queremos escolher o nosso próprio caminho e abandonar de vez a nossa crença e nossa família só que quando a gente vê não temos coragem para isso ou temos. Quando somos jovens achamos que já temos conhecimento suficiente para viver a nossa própria vida só que com o tempo percebemos que as escolhas que achávamos serem as perfeitas eram apenas escolhas que nos levaram para tão fora do caminho.
O tempo passa e mais uma vez temos que fazer escolhas e quando vemos estamos mais longe da palavra de Deus por causa dessas escolhas. A frieza e todos os nossos problemas vão nos levando para longe de Deus, começamos a faltar dois cultos e quando vemos já estamos indo cada dia menos para a Igreja, de repente estamos fora. O problema não é deixar de ir á Igreja, na verdade a gente deixa de ir quando sente que já está longe de Deus, quando percebe que todos os princípios já ficaram para atrás e que Deus não está mais no controle de nossa vida, essa é a realidade. 
Difícil é depois de estar longe de Deus retornar ao início, voltar a Deus, começar tudo do zero, estufar o peito e aguentar as consequências, enfrentar tudo o que tiver que enfrentar e viver de novo a comunhão com os irmãos e com Deus, isso é o mais dificultoso. Mas é preciso deixar o orgulho e encarar, tentar tudo de novo, voltar a ser uma garotinha dependente de Deus.





Um comentário:

  1. é complicado mesmo
    mas é sempre bom voltar aos braços do Pai, sei que na juventude somos atraídos pelas propostas mundanas, mas Deus sempre está pronto a nos perdoar e receber de volta.

    http://eisounoiva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir