27/07/2014

"Não Tem Nada a Ver"


Muito bom dia, flores do jardim do Pai!
Hoje o post de hoje é especial, porque vou compartilhar um pouquinho a minha história com vocês. Mas antes, gostaria de introduzir o assunto: Será que tudo o que 'não tem nada a ver', não tem nada a ver mesmo?

Como assim, Babi? Eu explico!

Quem nunca, ao ser perguntado sobre músicas seculares, filmes de terror, lendas, certos tipos de livros, de amizades, de assuntos em geral, ouviu a frase: "Ah, mas isso não tem nada a ver!". As pessoas costumam considerar errado apenas "pecados grandes" como beber, fumar, assistir pornografia, mentir... Mas quando o assunto são as pequenas coisas que o mundo introduz no nosso dia a dia, nada tem a ver com nada! Entenderam aonde quero chegar?

Às vezes tendemos a não querer pensar no que não queremos fazer. Se algo é legal e não está fazendo mal a ninguém, por que parar? Se na bíblia não fala especificamente que tal coisa é errada, então por que considerar a hipótese? Nos esquecemos de que o mundo de hoje está a cada dia mais e mais contaminado e que o diabo tem armadilhas microscópicas e até invisíveis, para que fiquemos cegos e não enxerguemos o nosso erro. Isso aconteceu comigo e é essa pequena história que quero contar a vocês.

"Eu nasci em berço evangélico, cresci ouvindo e aprendendo sobre Deus, frequentei igreja por quase toda a minha vida. Apesar de eu conhecer a teoria e a base, nunca tinha de fato deixado Jesus entrar no meu coração. Entre os quatorze e quinze anos me apaixonei por leitura. Daí, virei fã de Percy Jackson. Me aprofundei em mitologia grega, me auto-proclamava filha de Atena, ia e encontros de fãs. E eu amava! Era tão bom, tão divertido, tão inocente... Era muito mais prazeroso viver no mundo dos Olimpianos do que no mundo real. E não sei se algum de vocês já foi fã de algo, quem foi sabe que todo o fã vive realmente em outro mundo.

Nisso, eu acabei voltando para a igreja. Não demorou muito para o Senhor começar a trabalhar em mim, Ele tinha pressa comigo. Contar tudo agora seria longo demais, mas para resumir: o meu processo de libertação foi intenso e difícil. Eu estava tão apegada naquilo que o mero pensamento de deixar para trás me fazia iniciar outra luta interna. Eu sempre pensava: é apenas um livro! Que mal ler uma história pode fazer? Ele não está tomando o lugar de Deus, eu sei que são apenas histórias. Não tem nada a ver!".

A história acaba aí, porque depois de muita teimosia o Senhor conseguiu me libertar. E até eu entender que tinha a ver sim... Ai ai ai! Eu amava a saga e não queria deixá-la, pensava que não fazia ma ler um livro e que não havia pecado algum naquilo. Convenientemente eu não fazia a ligação de que era idolatria e que idolatria era pecado sim. Vocês sabem o que significa a palavra fã? Ela é derivada de fanático. Que por sua vez quer dizer excesso de admiração, devoto de algo. Em outras palavras: idolatria. Pecado é tudo o que é contrário a vontade de Deus, e portanto, tudo o que nos afasta d'Ele. E, por sua vez, se algo não te aproxima de Deus, te afasta. 

Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas nem tudo me edifica - 1 Corintios 10:23

Muitos conhecem a primeira parte desse versículo, mas não a segunda. Prestem atenção: tudo eu posso fazer, mas não é tudo o que me edifica! São tantos questionamentos entre: Posso fazer tatuagem? Posse ouvir musica do mundo? Por que não posso? Bem, você pode. Não estou dizendo que é errado nem que é pecado, Deus não te amará menos se você o fizer. Mas o fato é que existe uma guerra entre nossa carne (corpo + alma) e nosso espírito. O que vai vencer é o que você alimentar mais. Se você fizer mais coisas para a sua carne, ela será mais forte; mas se você alimentar o seu espírito, ele vencerá. É simples! Toda a vez que você rejeita essas coisas que parecem tão pequena, é mais uma vitória e força que você dá ao espírito.

Por que será que teimamos tanto em parar de ouvir musicas seculares, se o repertório gospel nos oferece todos os ritmos que quisermos? É o simples prazer de ouvir algo que não seja de Deus? Por que fazer algo que não vai te edificar em nada?

Sempre que você estiver em dúvida sobre algo, faça a si mesma as seguintes perguntas:
- Por que quero fazer isso?
- Em que isso vai me ajudar?
- Deus se agrada disso?
- Vou levar a minha mente para longe d'Ele se o fizer?

O que quero passar para vocês hoje, princesas, é para tomar cuidado com o que vocês fazem, gostam e pensam. Algo pode parecer inocente, mas ter o poder de te afastar de Deus mais do que tudo. Pode ser que você não esteja tão afundada como eu estava em Percy Jackson, mas o simples fato de não querer abrir mão de algo já te afasta de Deus.

Abra mão de si mesma para que o Espírito Santo passe a te guiar. É preciso nos esvaziarmos de tudo o que nós somos, para que haja mais d'Ele em nós. Precisamos morrer para que Cristo viva em nós! Então, que a partir de hoje nós venhamos a prestar mais atenção no que escolhemos fazer conosco mesmas, e que o Pai possa nos encher de sabedoria e que guie os nossos corações pelo caminho certo.



4 comentários:

  1. É a primeira vez que eu vizito seu blog e o ultimo post ja falou cmg rs. .Parabéns pelo blog que Deus continue te abençoando e te dando o dom das palavras!

    ResponderExcluir
  2. Quer testar se algo que você faz/gosta demais ta te afastando do Senhor?
    é só falar do assunto em oração, se você se sentir incomodado ou que está na defensiva em relação a algum assunto, falando superficialmente dele, então vai perceber que aquilo ta fazendo mal. Geralmente é difícil abrir mão, mas quando abrimos é tão simples que não queremos voltar atrás. Vale muito a pena largar certas coisas pra Deus, da a sensação de liberdade que outras coisas não dão.
    Só algo muito grande pra tomar o lugar de algo que consideramos grande, e qual a maior coisa que o amor de Deus? *-*
    ótimo post, o Espírito Santo te usa muito, aliás, todas do blog. (=

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi esse Não tem nada a ver várias vezes, mas temos que pensar duas vezes antes de tomarmos uma atitude.
    Adorei esse texto!
    Beijos, Nath
    http://blogdacantini.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

27/07/2014

"Não Tem Nada a Ver"


Muito bom dia, flores do jardim do Pai!
Hoje o post de hoje é especial, porque vou compartilhar um pouquinho a minha história com vocês. Mas antes, gostaria de introduzir o assunto: Será que tudo o que 'não tem nada a ver', não tem nada a ver mesmo?

Como assim, Babi? Eu explico!

Quem nunca, ao ser perguntado sobre músicas seculares, filmes de terror, lendas, certos tipos de livros, de amizades, de assuntos em geral, ouviu a frase: "Ah, mas isso não tem nada a ver!". As pessoas costumam considerar errado apenas "pecados grandes" como beber, fumar, assistir pornografia, mentir... Mas quando o assunto são as pequenas coisas que o mundo introduz no nosso dia a dia, nada tem a ver com nada! Entenderam aonde quero chegar?

Às vezes tendemos a não querer pensar no que não queremos fazer. Se algo é legal e não está fazendo mal a ninguém, por que parar? Se na bíblia não fala especificamente que tal coisa é errada, então por que considerar a hipótese? Nos esquecemos de que o mundo de hoje está a cada dia mais e mais contaminado e que o diabo tem armadilhas microscópicas e até invisíveis, para que fiquemos cegos e não enxerguemos o nosso erro. Isso aconteceu comigo e é essa pequena história que quero contar a vocês.

"Eu nasci em berço evangélico, cresci ouvindo e aprendendo sobre Deus, frequentei igreja por quase toda a minha vida. Apesar de eu conhecer a teoria e a base, nunca tinha de fato deixado Jesus entrar no meu coração. Entre os quatorze e quinze anos me apaixonei por leitura. Daí, virei fã de Percy Jackson. Me aprofundei em mitologia grega, me auto-proclamava filha de Atena, ia e encontros de fãs. E eu amava! Era tão bom, tão divertido, tão inocente... Era muito mais prazeroso viver no mundo dos Olimpianos do que no mundo real. E não sei se algum de vocês já foi fã de algo, quem foi sabe que todo o fã vive realmente em outro mundo.

Nisso, eu acabei voltando para a igreja. Não demorou muito para o Senhor começar a trabalhar em mim, Ele tinha pressa comigo. Contar tudo agora seria longo demais, mas para resumir: o meu processo de libertação foi intenso e difícil. Eu estava tão apegada naquilo que o mero pensamento de deixar para trás me fazia iniciar outra luta interna. Eu sempre pensava: é apenas um livro! Que mal ler uma história pode fazer? Ele não está tomando o lugar de Deus, eu sei que são apenas histórias. Não tem nada a ver!".

A história acaba aí, porque depois de muita teimosia o Senhor conseguiu me libertar. E até eu entender que tinha a ver sim... Ai ai ai! Eu amava a saga e não queria deixá-la, pensava que não fazia ma ler um livro e que não havia pecado algum naquilo. Convenientemente eu não fazia a ligação de que era idolatria e que idolatria era pecado sim. Vocês sabem o que significa a palavra fã? Ela é derivada de fanático. Que por sua vez quer dizer excesso de admiração, devoto de algo. Em outras palavras: idolatria. Pecado é tudo o que é contrário a vontade de Deus, e portanto, tudo o que nos afasta d'Ele. E, por sua vez, se algo não te aproxima de Deus, te afasta. 

Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas nem tudo me edifica - 1 Corintios 10:23

Muitos conhecem a primeira parte desse versículo, mas não a segunda. Prestem atenção: tudo eu posso fazer, mas não é tudo o que me edifica! São tantos questionamentos entre: Posso fazer tatuagem? Posse ouvir musica do mundo? Por que não posso? Bem, você pode. Não estou dizendo que é errado nem que é pecado, Deus não te amará menos se você o fizer. Mas o fato é que existe uma guerra entre nossa carne (corpo + alma) e nosso espírito. O que vai vencer é o que você alimentar mais. Se você fizer mais coisas para a sua carne, ela será mais forte; mas se você alimentar o seu espírito, ele vencerá. É simples! Toda a vez que você rejeita essas coisas que parecem tão pequena, é mais uma vitória e força que você dá ao espírito.

Por que será que teimamos tanto em parar de ouvir musicas seculares, se o repertório gospel nos oferece todos os ritmos que quisermos? É o simples prazer de ouvir algo que não seja de Deus? Por que fazer algo que não vai te edificar em nada?

Sempre que você estiver em dúvida sobre algo, faça a si mesma as seguintes perguntas:
- Por que quero fazer isso?
- Em que isso vai me ajudar?
- Deus se agrada disso?
- Vou levar a minha mente para longe d'Ele se o fizer?

O que quero passar para vocês hoje, princesas, é para tomar cuidado com o que vocês fazem, gostam e pensam. Algo pode parecer inocente, mas ter o poder de te afastar de Deus mais do que tudo. Pode ser que você não esteja tão afundada como eu estava em Percy Jackson, mas o simples fato de não querer abrir mão de algo já te afasta de Deus.

Abra mão de si mesma para que o Espírito Santo passe a te guiar. É preciso nos esvaziarmos de tudo o que nós somos, para que haja mais d'Ele em nós. Precisamos morrer para que Cristo viva em nós! Então, que a partir de hoje nós venhamos a prestar mais atenção no que escolhemos fazer conosco mesmas, e que o Pai possa nos encher de sabedoria e que guie os nossos corações pelo caminho certo.



4 comentários:

  1. É a primeira vez que eu vizito seu blog e o ultimo post ja falou cmg rs. .Parabéns pelo blog que Deus continue te abençoando e te dando o dom das palavras!

    ResponderExcluir
  2. Quer testar se algo que você faz/gosta demais ta te afastando do Senhor?
    é só falar do assunto em oração, se você se sentir incomodado ou que está na defensiva em relação a algum assunto, falando superficialmente dele, então vai perceber que aquilo ta fazendo mal. Geralmente é difícil abrir mão, mas quando abrimos é tão simples que não queremos voltar atrás. Vale muito a pena largar certas coisas pra Deus, da a sensação de liberdade que outras coisas não dão.
    Só algo muito grande pra tomar o lugar de algo que consideramos grande, e qual a maior coisa que o amor de Deus? *-*
    ótimo post, o Espírito Santo te usa muito, aliás, todas do blog. (=

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi esse Não tem nada a ver várias vezes, mas temos que pensar duas vezes antes de tomarmos uma atitude.
    Adorei esse texto!
    Beijos, Nath
    http://blogdacantini.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Aviso!

Imagens própria e da Internet. Textos escritos por Edmara Oliveira. Não ao plágio. Não é autorizado qualquer cópia sem seu consentimento. Plágio é crime, Artigo 184 do código penal.

Online

Tecnologia do Blogger.

Like us

Leia Gospel +

Licença

© RM Desing - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tema Base: Butlariz.
imagem-logo