Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o protestantismo é o segundo maior seguimento religioso no Brasil, somos 22,2% com cerca de 42,3 milhões de fiéis, nesses números estão os batistas, presbiterianos, luteranos, metodistas e por aí vai, sem falar que também tem os pentecostais e neopentecostais que estão a Assembléia de Deus, a Congregação Cristã no Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus e assim por diante. No período de 2000 á 2010 o segmento protestante teve um forte crescimento de 61%. O que me chama a atenção é que ao mesmo tempo em que tem surgido um grande número de "cristãos", tem surgido um grande número de placas de Igrejas, diversas denominações. É cada vez mais comum vermos pessoas se dizendo evangélicas, protestantes e isso é bom de certo lado e ruim de outro. Por um lado mais pessoas estão sendo alcançadas, estão se "convertendo", por outro mais placas e divisões são feitas em nosso meio.
Moral deriva do latim morales, "relativo aos costumes". Moral, aquilo que se submete a um valor, conforme alguns dicionários seria um conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, éticas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupos ou pessoa determinada, regras estabelecidas e aceitas pelas comunidades humanas durante determinados períodos de tempo. 
Como eu estava dizendo anteriormente, o Brasil é um dos países em que o protestantismo teve grande avanço, e até nos dias de hoje tem crescido muito. Porém, a moral cristã tem se decaído cada dia mais. Nossas Igrejas estão divididas entre o joio e o trigo, nossos eventos e nossas pregações tem tomado várias formas, se antes o assunto era almas, salvação, em alguns segmentos é prosperidade, bençãos, riqueza, dinheiro, mais ofertas e mais dízimos, a pessoa entra na Igreja e sai de lá sem um centavo para comprar um pão para comer no dia seguinte, sim, existem esses "tipos" de Igreja, e ao mesmo tempo também tem aquelas Igrejas onde a vida das pessoas são controladas dia após dia pela própria congregação. Cresceu o número mas não mudou a vida, ser evangélico no Brasil é uma luta constante para provar para as pessoas que somos diferentes, em meio a tanto joio, tanta gente que já abandonou a boa conduta cristã e vive da forma que quer, carregando o nome da sua Igreja, o nome de evangélico (a) sem ao menos mudar de vida. Todos estão cansados de ouvir falar da Bíblia sem viver, todos estão cansados de tantas Igrejas que não fazem a obra como deveriam, tanta gente perdida dentro das Igrejas e as Igrejas querendo alcançar os perdidos lá fora. Há uma grande busca pelo verdadeiro evangelho, mas a Bíblia é o verdadeiro evangelho, ela tem perdido a razão para muitos porque nós que cremos nela não damos razão para ela através de nossas vidas. A moda de tirar selfie e dizer que adora a Deus é legal, mudar de vida que é bom, pouca gente quer. Experimentar viver o evangelho de verdade é coisa de poucos. 
Olhe para os nossos cultos, acabou a reverência, mas o que significa isso mesmo? Veneração pelo que se considera sagrado ou se apresenta como tal. p.ext. respeito profundo por alguém ou algo, em função das virtudes, qualidades que possui ou parece possuir; consideração, deferência. Nos cultos em que prestamos a Deus, tem deixado muito a desejar (Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à Igreja de Deus. 1 Coríntios 10:32), a Igreja ainda é um lugar de respeito, se aprendermos isso ficará mais fácil se conectar a Deus, devemos ir lá com o intuito de adorar ao Senhor pois é lá que prestamos o nosso culto racional à Deus. Não devemos ser contenciosos, espalhando intrigas, divisões ou coisas assim dentro da Igreja (Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus. 1 Coríntios 11:16). Fora da Igreja é o lugar onde precisamos mais ainda sermos cristãos de verdade, é o lugar onde provamos para as pessoas que recebemos a Cristo em nossa vida e mudamos de verdade. Porém em nossos dias é o lugar onde boa parte dos cristãos tem envergonhado o próprio Cristo, pois em vez de fazer diferente, fazem tudo igual aos outros que não aceitaram Cristo em suas vidas, muitas vezes fazem pior. A moral dos evangélicos tem sido arruinada por conta de crentes que compram e não pagam, fala uma coisa e não cumpre, mente muito e por aí vai. Todos pecaram e pecam, isso é fato, porém temos que deixar Deus nos mudar, temos que tentar mudar nossas atitudes, se você caiu, levante-se e tente fazer certo na próxima vez, o que tem acontecido em muitas Igrejas evangélicas é que as pessoas se apegam aos seus pecados de estimação e nunca se separam deles, passam a vida inteira sendo crentes na frente dos irmãos e amiguinhos de satanás pelas costas. Não é isso que é viver o evangelho, viver o evangelho é mudar de verdade, experimentar a metanóia (mudança de mente). Estamos cansados de falatórios, estamos cansados de blá,blá,blá, de gente que se preocupa com o estilo de roupa que o irmão usa ao invés de se preocupar com o que realmente importa que é a mudança verdadeira da sua própria vida (Porque, se nós julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo. 1 Coríntios 11:31,32), se nos preocuparmos principalmente com nossas vidas, teremos uma igreja melhor e um mundo melhor. Se procurarmos fazer o bem e espalhar a boa dádiva do evangelho com nossas atitudes, tudo será muito melhor.



Referências



2 Comentários

  1. Olá Edmara, tudo bem com você? Eu já seguia seu blog hás uma década, dai quando entrei no meu blog avistei sua publicação e juro que vim aqui para te julgar pelo título, até mesmo por que sou evangélico. E acredita que o seu sermão encaixou direitinho com o que eu ouvi semana retrasada e ontem a noite em um culto evangelístico ? Fiquei maravilhado com a forma como você escreve e descreve os fatos. "Crente esquenta banco" tem em tudo quanto é lugar, esses pseudo crentes vestido de ovelhas com pele de lobos estão por todas as partes, tanto para desencaminhar quem está na igreja, quanto para passar uma boa postura para os amiguinhos, que são crentinhos também, mas por trás da igreja, vai "dançar valsa" com satanás. É dessa forma como acontece. As pessoas que vivem assim ainda não foram completamente libertas do mundo, de sí mesmas, da carne, de suas vontades. E eu fico me perguntando: Como que uma pessoa se converte, batiza (por que o batizado é o renascer para uma nova vida) e não muda de vida? Como pode uma pessoa jogar pelo ralo um simbolismo e todo um processo completamente sagrado, em troca de prazeres do mundo ? Temos que aprender que somos evangélicos, e devemos agir como tal. Não somos perfeitos, mas seguir a Cristo, não é ser perfeito, mas sim fugir das tentações, orar e buscar sem cessar um espírito de responsabilidade, amabilidade, e compreensão dos dias de hoje, para nos mantermos "santificados". Uma frase para você guardar no coração: "Tudo aquilo o que eu segurei com minhas mãos, eu perdi, mas aquilo o que eu entreguei nas mãos de Deus, eu tenho até hoje. Glória a Deus? Paz do senhor irmã! Qualquer coisa, segue minhas redes sociais para trocarmos umas ideias:

    instagram: tafarely
    snapchat: eulessa
    facebook: oilessa ou: https://facebook.com/oilessa

    Forte abraço, Deus lhe abençoe grandiosamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem comigo. Fico feliz quando vejo que estamos alcançando o público masculino também. Eu coloquei esse título de propósito mesmo, pois nós como evangélicos temos que melhorar e muito a nossa moral e principalmente a nossa conduta, realmente em nosso meio tem muita gente assim, muito bem colocado os seus complementos ao texto. Essa frase é muito bonita, gostei dela. A paz do Senhor, vou te seguir, que Deus te abençoe. Agradeço a visita!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

09/08/2015

A queda moral dos evangélicos


Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o protestantismo é o segundo maior seguimento religioso no Brasil, somos 22,2% com cerca de 42,3 milhões de fiéis, nesses números estão os batistas, presbiterianos, luteranos, metodistas e por aí vai, sem falar que também tem os pentecostais e neopentecostais que estão a Assembléia de Deus, a Congregação Cristã no Brasil, a Igreja Universal do Reino de Deus e assim por diante. No período de 2000 á 2010 o segmento protestante teve um forte crescimento de 61%. O que me chama a atenção é que ao mesmo tempo em que tem surgido um grande número de "cristãos", tem surgido um grande número de placas de Igrejas, diversas denominações. É cada vez mais comum vermos pessoas se dizendo evangélicas, protestantes e isso é bom de certo lado e ruim de outro. Por um lado mais pessoas estão sendo alcançadas, estão se "convertendo", por outro mais placas e divisões são feitas em nosso meio.
Moral deriva do latim morales, "relativo aos costumes". Moral, aquilo que se submete a um valor, conforme alguns dicionários seria um conjunto de regras de conduta consideradas como válidas, éticas, quer de modo absoluto para qualquer tempo ou lugar, quer para grupos ou pessoa determinada, regras estabelecidas e aceitas pelas comunidades humanas durante determinados períodos de tempo. 
Como eu estava dizendo anteriormente, o Brasil é um dos países em que o protestantismo teve grande avanço, e até nos dias de hoje tem crescido muito. Porém, a moral cristã tem se decaído cada dia mais. Nossas Igrejas estão divididas entre o joio e o trigo, nossos eventos e nossas pregações tem tomado várias formas, se antes o assunto era almas, salvação, em alguns segmentos é prosperidade, bençãos, riqueza, dinheiro, mais ofertas e mais dízimos, a pessoa entra na Igreja e sai de lá sem um centavo para comprar um pão para comer no dia seguinte, sim, existem esses "tipos" de Igreja, e ao mesmo tempo também tem aquelas Igrejas onde a vida das pessoas são controladas dia após dia pela própria congregação. Cresceu o número mas não mudou a vida, ser evangélico no Brasil é uma luta constante para provar para as pessoas que somos diferentes, em meio a tanto joio, tanta gente que já abandonou a boa conduta cristã e vive da forma que quer, carregando o nome da sua Igreja, o nome de evangélico (a) sem ao menos mudar de vida. Todos estão cansados de ouvir falar da Bíblia sem viver, todos estão cansados de tantas Igrejas que não fazem a obra como deveriam, tanta gente perdida dentro das Igrejas e as Igrejas querendo alcançar os perdidos lá fora. Há uma grande busca pelo verdadeiro evangelho, mas a Bíblia é o verdadeiro evangelho, ela tem perdido a razão para muitos porque nós que cremos nela não damos razão para ela através de nossas vidas. A moda de tirar selfie e dizer que adora a Deus é legal, mudar de vida que é bom, pouca gente quer. Experimentar viver o evangelho de verdade é coisa de poucos. 
Olhe para os nossos cultos, acabou a reverência, mas o que significa isso mesmo? Veneração pelo que se considera sagrado ou se apresenta como tal. p.ext. respeito profundo por alguém ou algo, em função das virtudes, qualidades que possui ou parece possuir; consideração, deferência. Nos cultos em que prestamos a Deus, tem deixado muito a desejar (Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à Igreja de Deus. 1 Coríntios 10:32), a Igreja ainda é um lugar de respeito, se aprendermos isso ficará mais fácil se conectar a Deus, devemos ir lá com o intuito de adorar ao Senhor pois é lá que prestamos o nosso culto racional à Deus. Não devemos ser contenciosos, espalhando intrigas, divisões ou coisas assim dentro da Igreja (Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus. 1 Coríntios 11:16). Fora da Igreja é o lugar onde precisamos mais ainda sermos cristãos de verdade, é o lugar onde provamos para as pessoas que recebemos a Cristo em nossa vida e mudamos de verdade. Porém em nossos dias é o lugar onde boa parte dos cristãos tem envergonhado o próprio Cristo, pois em vez de fazer diferente, fazem tudo igual aos outros que não aceitaram Cristo em suas vidas, muitas vezes fazem pior. A moral dos evangélicos tem sido arruinada por conta de crentes que compram e não pagam, fala uma coisa e não cumpre, mente muito e por aí vai. Todos pecaram e pecam, isso é fato, porém temos que deixar Deus nos mudar, temos que tentar mudar nossas atitudes, se você caiu, levante-se e tente fazer certo na próxima vez, o que tem acontecido em muitas Igrejas evangélicas é que as pessoas se apegam aos seus pecados de estimação e nunca se separam deles, passam a vida inteira sendo crentes na frente dos irmãos e amiguinhos de satanás pelas costas. Não é isso que é viver o evangelho, viver o evangelho é mudar de verdade, experimentar a metanóia (mudança de mente). Estamos cansados de falatórios, estamos cansados de blá,blá,blá, de gente que se preocupa com o estilo de roupa que o irmão usa ao invés de se preocupar com o que realmente importa que é a mudança verdadeira da sua própria vida (Porque, se nós julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo. 1 Coríntios 11:31,32), se nos preocuparmos principalmente com nossas vidas, teremos uma igreja melhor e um mundo melhor. Se procurarmos fazer o bem e espalhar a boa dádiva do evangelho com nossas atitudes, tudo será muito melhor.



Referências


2 comentários:

  1. Olá Edmara, tudo bem com você? Eu já seguia seu blog hás uma década, dai quando entrei no meu blog avistei sua publicação e juro que vim aqui para te julgar pelo título, até mesmo por que sou evangélico. E acredita que o seu sermão encaixou direitinho com o que eu ouvi semana retrasada e ontem a noite em um culto evangelístico ? Fiquei maravilhado com a forma como você escreve e descreve os fatos. "Crente esquenta banco" tem em tudo quanto é lugar, esses pseudo crentes vestido de ovelhas com pele de lobos estão por todas as partes, tanto para desencaminhar quem está na igreja, quanto para passar uma boa postura para os amiguinhos, que são crentinhos também, mas por trás da igreja, vai "dançar valsa" com satanás. É dessa forma como acontece. As pessoas que vivem assim ainda não foram completamente libertas do mundo, de sí mesmas, da carne, de suas vontades. E eu fico me perguntando: Como que uma pessoa se converte, batiza (por que o batizado é o renascer para uma nova vida) e não muda de vida? Como pode uma pessoa jogar pelo ralo um simbolismo e todo um processo completamente sagrado, em troca de prazeres do mundo ? Temos que aprender que somos evangélicos, e devemos agir como tal. Não somos perfeitos, mas seguir a Cristo, não é ser perfeito, mas sim fugir das tentações, orar e buscar sem cessar um espírito de responsabilidade, amabilidade, e compreensão dos dias de hoje, para nos mantermos "santificados". Uma frase para você guardar no coração: "Tudo aquilo o que eu segurei com minhas mãos, eu perdi, mas aquilo o que eu entreguei nas mãos de Deus, eu tenho até hoje. Glória a Deus? Paz do senhor irmã! Qualquer coisa, segue minhas redes sociais para trocarmos umas ideias:

    instagram: tafarely
    snapchat: eulessa
    facebook: oilessa ou: https://facebook.com/oilessa

    Forte abraço, Deus lhe abençoe grandiosamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem comigo. Fico feliz quando vejo que estamos alcançando o público masculino também. Eu coloquei esse título de propósito mesmo, pois nós como evangélicos temos que melhorar e muito a nossa moral e principalmente a nossa conduta, realmente em nosso meio tem muita gente assim, muito bem colocado os seus complementos ao texto. Essa frase é muito bonita, gostei dela. A paz do Senhor, vou te seguir, que Deus te abençoe. Agradeço a visita!

      Excluir