Falecido em 25/04/2013

Falecido em 25/04/2013

Não pense que estou escrevendo esse texto chorando, talvez devia mas não estou, apesar de ter que dizer uma coisa que não é fácil, a maioria não gosta de perder nada, ainda mais quando se gosta muito do que se perdeu, vou falar do começo para que você possa entender. 
Alguns meses atrás eu ganhei um cachorrinho, ele era muito pequeno, meio pincher porque um de seus pais era vira-lata mais parecia um original porque era muito pequeno, ele era carinhoso daqueles que te lambe, quer estar toda hora no colo, para mim era como se fosse um bebe, por causa do mimo que era o meu cachorrinho, não tinha quem viesse aqui em casa que o visse que não pegava-o no colo, ele era um pedaço de cachorro, todas as vezes em que eu ia de um lado para outro chamando-o corria comigo, brincava, sem dúvida fazia uma grande diferença na minha vida. Depois de quatro anos esse foi o único cachorro que eu resolvi adotar para mim depois que o Nick, meu antigo cachorro se foi o qual esteve comigo por longos anos e eu senti muito quando ele partiu como estou sentindo agora com a morte do meu pequenino, meu amiguinho que sempre vinha quando eu chamava e estava aprendendo a implorar pela minha atenção quando ficava distraída com minhas coisas, latia para dizer que queria meu olhar, minha atenção nem que fosse por um momento, antes que me esqueça o nome dele era Noah, não te parece familiar? Noah por causa do livro Diário de uma paixão de Nicholas Sparks, eu escolhi esse nome por ser curto e por achar que combinaria perfeitamente com meu cachorrinho. O que aconteceu foi que de uns três dias atrás ele começou a não querer comer, a ficar abatido e fraco, ele acabou ficando o dia inteiro encolhido, deu uma crise nele que andava se arrastando, chorando muito, dei um comprimido para ele, não resolveu muito e foi aplicado injeção, fiz uma oração em seu favor, quem sabe assim não ficaria bom, fui para a Igreja, continuei orando por ele mas quando cheguei em casa ele tinha falecido. Não culpo Deus ou as pessoas, aconteceu o que tinha que acontecer, é muito triste perder algo, ainda mais quando gostamos do que temos, usei de tudo o que tinha para tentar ajudá-lo e não consegui compreender seu problema, tudo o que estava sentindo e fazia-o chorar, agora só restam lembranças, entrou na minha vida de repente e foi embora cedo, lembro de cada momento com meu cachorrinho, não sei por quanto tempo ficará registrada na memória mas com certeza sempre estará no coração.

Edmara Oliveira


2 Comentários

  1. Oi Edmara,
    Sinto muito, é muito triste mesmo perder um pedacinho tão especial..
    Beijinhos!
    Marissol!!
    ➥ www.mypetitblog.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, sinto muito! É muito ruim perder algo especial.
    Amei o seu blog! Deus é TUDO! Curti muito.
    Já estou seguindo.
    Beijinhos =)

    http://www.maniademulhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

25/04/2013

Nota de falecimento do meu cachorro

Falecido em 25/04/2013

Falecido em 25/04/2013

Não pense que estou escrevendo esse texto chorando, talvez devia mas não estou, apesar de ter que dizer uma coisa que não é fácil, a maioria não gosta de perder nada, ainda mais quando se gosta muito do que se perdeu, vou falar do começo para que você possa entender. 
Alguns meses atrás eu ganhei um cachorrinho, ele era muito pequeno, meio pincher porque um de seus pais era vira-lata mais parecia um original porque era muito pequeno, ele era carinhoso daqueles que te lambe, quer estar toda hora no colo, para mim era como se fosse um bebe, por causa do mimo que era o meu cachorrinho, não tinha quem viesse aqui em casa que o visse que não pegava-o no colo, ele era um pedaço de cachorro, todas as vezes em que eu ia de um lado para outro chamando-o corria comigo, brincava, sem dúvida fazia uma grande diferença na minha vida. Depois de quatro anos esse foi o único cachorro que eu resolvi adotar para mim depois que o Nick, meu antigo cachorro se foi o qual esteve comigo por longos anos e eu senti muito quando ele partiu como estou sentindo agora com a morte do meu pequenino, meu amiguinho que sempre vinha quando eu chamava e estava aprendendo a implorar pela minha atenção quando ficava distraída com minhas coisas, latia para dizer que queria meu olhar, minha atenção nem que fosse por um momento, antes que me esqueça o nome dele era Noah, não te parece familiar? Noah por causa do livro Diário de uma paixão de Nicholas Sparks, eu escolhi esse nome por ser curto e por achar que combinaria perfeitamente com meu cachorrinho. O que aconteceu foi que de uns três dias atrás ele começou a não querer comer, a ficar abatido e fraco, ele acabou ficando o dia inteiro encolhido, deu uma crise nele que andava se arrastando, chorando muito, dei um comprimido para ele, não resolveu muito e foi aplicado injeção, fiz uma oração em seu favor, quem sabe assim não ficaria bom, fui para a Igreja, continuei orando por ele mas quando cheguei em casa ele tinha falecido. Não culpo Deus ou as pessoas, aconteceu o que tinha que acontecer, é muito triste perder algo, ainda mais quando gostamos do que temos, usei de tudo o que tinha para tentar ajudá-lo e não consegui compreender seu problema, tudo o que estava sentindo e fazia-o chorar, agora só restam lembranças, entrou na minha vida de repente e foi embora cedo, lembro de cada momento com meu cachorrinho, não sei por quanto tempo ficará registrada na memória mas com certeza sempre estará no coração.

Edmara Oliveira

2 comentários:

  1. Oi Edmara,
    Sinto muito, é muito triste mesmo perder um pedacinho tão especial..
    Beijinhos!
    Marissol!!
    ➥ www.mypetitblog.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, sinto muito! É muito ruim perder algo especial.
    Amei o seu blog! Deus é TUDO! Curti muito.
    Já estou seguindo.
    Beijinhos =)

    http://www.maniademulhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir