Chega um momento de nossas vidas o qual nós se perguntamos: quem sou eu? O que eu estou fazendo aqui e quem são essas pessoas? O meu chegou há alguns anos onde eu estava no ápice da vida cristã, estava na Igreja em que eu acreditava que era minha família e que era amada. Até que meu conto se desmoronou quando comecei a ser perseguida e odiada pelos adolescentes que eu achava que eram "cristãos" e que estivessem no mesmo pensamento que eu, só que não, eu via o quanto os líderes batalhavam para eles terem um encontro verdadeiro com Deus, só que chegou um momento em que eu era vista como um exemplo para os outros, eu era o modelo de cristã que irritava os outros adolescentes da minha idade, eu lia a Bíblia, ganhava prêmio na escola dominical por ser aluna assídua, e etc. Isso era o máximo para os adultos, porque eles entendiam e aceitavam a minha vida cristã, eu era querida. De alguma forma o único grupo a qual eu deveria pertencer não me aceitava, eu ficava sozinha em todos os almoços da Igreja, eu estava sozinha em todos os eventos da Igreja, eles falavam mal de mim, falavam que eu era a menina mais santa da Igreja, me detestavam. Agora lembrando de tudo, tenho certeza que sobrevivi por causa de Deus, o plano dele na minha vida é muito grande, só pode. Chegavam a tramar picuinhas com meu nome, programavam encontros e me deixavam de fora. Eu passei por tanta coisa naquela igreja que só Deus mesmo. Eu não culpo o ministério, eu não culpo a placa da igreja e nem os líderes, eu sei que eu poderia ter passado por tudo isso em qualquer outra instituição religiosa. 
Um dia quando eu fui no pior retido da minha vida ( outro dia conto sobre isso), voltei para casa e entrei no meu facebook, decidi que não iria mais naquela igreja, exclui todos os adolescentes da minha "igreja", não queria mais saber deles e nem queria ter eles no facebook sendo que na vida real eles me detestavam. Após isso, vivi uma falsa reconciliação, na qual iríamos ficar de bem e viver como irmãos, só que isso durou poucos dias e eu continuei sendo excluída do grupo.  Permaneci nessa Igreja por alguns anos, mesmo sabendo que eu deveria sair de lá, procurar outra igreja, congregar em um lugar onde eu pudesse apenas adorar o meu Deus sem ninguém me perseguir ou me olhar torto em todos os cultos por eu ser como eu era. Depois de mais alguns acontecimentos eu saí de vez, fui para uma Igreja que eu me sinto muito bem, embora hoje em dia sendo jovem tudo mudou, tenho outro pensamento, outra forma de encarar perseguições e de enfrentar as pessoas que não gostam de mim. 
Eu estava olhando o meu facebook e vi algumas pessoas me removeram, da minha antiga igreja, eu fico me perguntando de por que a pessoa um dia me adicionou? Se desde o princípio nunca gostou de mim, nem me considerou de fato amiga? Eu não sei por que as pessoas fazem isso, eu só sei que não tem como ser cristão e rejeitar um irmão. Nem Jesus agradou todo mundo, nem eu vou agradar, posso ser o mais na minha possível, evitar contendas e cuidar da minha vida mas mesmo assim vai ter alguém que não vai gostar de mim só pelo fato de eu ser assim, se não gosta da pessoa nem adiciona. Ser removida por eles me deu alívio e tristeza. Alívio porque não vai ter ninguém me jogando indireta a cada publicação minha, alívio porque não vai ter ninguém que não gosta de mim me desejando o mal, falando mal por trás e tristeza porque nem sempre quem está na igreja esta em Cristo.



Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

27/11/2016

Como fui removida do facebook por cristãos


Chega um momento de nossas vidas o qual nós se perguntamos: quem sou eu? O que eu estou fazendo aqui e quem são essas pessoas? O meu chegou há alguns anos onde eu estava no ápice da vida cristã, estava na Igreja em que eu acreditava que era minha família e que era amada. Até que meu conto se desmoronou quando comecei a ser perseguida e odiada pelos adolescentes que eu achava que eram "cristãos" e que estivessem no mesmo pensamento que eu, só que não, eu via o quanto os líderes batalhavam para eles terem um encontro verdadeiro com Deus, só que chegou um momento em que eu era vista como um exemplo para os outros, eu era o modelo de cristã que irritava os outros adolescentes da minha idade, eu lia a Bíblia, ganhava prêmio na escola dominical por ser aluna assídua, e etc. Isso era o máximo para os adultos, porque eles entendiam e aceitavam a minha vida cristã, eu era querida. De alguma forma o único grupo a qual eu deveria pertencer não me aceitava, eu ficava sozinha em todos os almoços da Igreja, eu estava sozinha em todos os eventos da Igreja, eles falavam mal de mim, falavam que eu era a menina mais santa da Igreja, me detestavam. Agora lembrando de tudo, tenho certeza que sobrevivi por causa de Deus, o plano dele na minha vida é muito grande, só pode. Chegavam a tramar picuinhas com meu nome, programavam encontros e me deixavam de fora. Eu passei por tanta coisa naquela igreja que só Deus mesmo. Eu não culpo o ministério, eu não culpo a placa da igreja e nem os líderes, eu sei que eu poderia ter passado por tudo isso em qualquer outra instituição religiosa. 
Um dia quando eu fui no pior retido da minha vida ( outro dia conto sobre isso), voltei para casa e entrei no meu facebook, decidi que não iria mais naquela igreja, exclui todos os adolescentes da minha "igreja", não queria mais saber deles e nem queria ter eles no facebook sendo que na vida real eles me detestavam. Após isso, vivi uma falsa reconciliação, na qual iríamos ficar de bem e viver como irmãos, só que isso durou poucos dias e eu continuei sendo excluída do grupo.  Permaneci nessa Igreja por alguns anos, mesmo sabendo que eu deveria sair de lá, procurar outra igreja, congregar em um lugar onde eu pudesse apenas adorar o meu Deus sem ninguém me perseguir ou me olhar torto em todos os cultos por eu ser como eu era. Depois de mais alguns acontecimentos eu saí de vez, fui para uma Igreja que eu me sinto muito bem, embora hoje em dia sendo jovem tudo mudou, tenho outro pensamento, outra forma de encarar perseguições e de enfrentar as pessoas que não gostam de mim. 
Eu estava olhando o meu facebook e vi algumas pessoas me removeram, da minha antiga igreja, eu fico me perguntando de por que a pessoa um dia me adicionou? Se desde o princípio nunca gostou de mim, nem me considerou de fato amiga? Eu não sei por que as pessoas fazem isso, eu só sei que não tem como ser cristão e rejeitar um irmão. Nem Jesus agradou todo mundo, nem eu vou agradar, posso ser o mais na minha possível, evitar contendas e cuidar da minha vida mas mesmo assim vai ter alguém que não vai gostar de mim só pelo fato de eu ser assim, se não gosta da pessoa nem adiciona. Ser removida por eles me deu alívio e tristeza. Alívio porque não vai ter ninguém me jogando indireta a cada publicação minha, alívio porque não vai ter ninguém que não gosta de mim me desejando o mal, falando mal por trás e tristeza porque nem sempre quem está na igreja esta em Cristo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário